PDF Imprimir E-mail
logo-site2012
 
O que é o Curso "Informática Básica para a Terceira Idade"?
 

O curso Informática Básica para a Terceira Idade é um curso destinado à pessoas da 3ª Idade (a partir dos 55 anos).

O curso possibilita aos seus participantes o contato não apenas com o saber, mas também com o ambiente universitário, além da convivência com pessoas da mesma faixa de idade e de outras gerações.

 
Como ele funciona?
 
O curso é oferecido no primeiro e no segundo semestre de cada ano, para uma turma de 27 alunos (cada semestre), 4 horas semanais (total de 60 horas). Importante salientar que a lista de espera, que sempre acaba existindo, é devido a falta de horário disponível no Laboratório Didático de Informática para que o  curso possa ocorrer mais vezes.
O curso é ministrado por docentes do Instituto de Química da UNESP - Araraquara (SP), com o auxílio de dois bolsistas e de monitores voluntários.
 

• No primeiro módulo do curso, o aluno aprende a identificar a estrutura básica do computador.

• No módulo sobre o Windows, o aluno aprende a abrir e fechar programas e a utilizar e gerenciar, adequadamente, pastas e arquivos no Windows.

• No Módulo sobre o processador de textos Word, o aluno aprende a utilizar alguns dos recursos de edição de textos: desde a criação de um novo documento até a impressão dele.

• No módulo sobre Internet o aluno aprende a navegar na Internet, fazer pesquisas e downloads, visitar lojas virtuais, etc. Cada aluno vai registrar um e-mail gratuitamente, fazer exercícios práticos de envio e recebimento de mensagens com arquivos anexos. Além disso, cada aluno vai aprender a utilizar alguns dos recursos de comunicação instantânea (MSN, SKIPE).

 
  As aulas são ministradas sempre com a presença dos docentes, dos bolsistas e de monitores voluntários que se disponibilizaram para trabalhar junto ao projeto. Os docentes procuram utilizar uma linguagem mais simples durante as aulas que, juntamente com as atividades propostas, foram especialmente elaboradas para atender a essa faixa etária da população.
 
Num primeiro momento, os conteúdos são trabalhados através de aulas expositivas, ministradas por um dos docentes, com o auxílio de um projetor multimídia, enquanto os demais docentes, os bolsistas e os monitores auxiliam e dão assistência individual à cada um dos participantes (fato este que se caracteriza como um diferencial entre os demais cursos dessa natureza). Após cada novo conteúdo desenvolvido, os alunos trabalham com exercícios de fixação, especialmente elaborados para aplicarem o conhecimento adquirido, com o apoio da apostila e com o auxílio dos bolsistas, dos monitores e dos professores sempre que se faz necessário.
 
 
 
Como a proposta do curso é também proporcionar uma sociabilização maior entre os alunos, todos os dias de aula é fornecido um lanche, para que os alunos possam ter um contato maior com os colegas, com os professores e com os demais participantes do projeto.
 

 
Existe ainda, uma preocupação para com o bem estar dos alunos, com relação ao uso do computador. Assim, todos os dias de aula, antes do lanchinho, fazemos um alongamento com o objetivo de cultivar esse hábito, enquanto estiverem utilizando o computador em casa.
 

 
Quem pode participar?
 
Todas as pessoas que tenham no mínimo 55 anos. Não existe limite de idade e também não se exige a apresentação de diploma, de cursos ou séries concluídos anteriormente.
 
Com a palavra, alunos do Curso...
 
Marlene Falconi Baú - disse que "o curso era exatamente o que estava faltando para que a terceira idade pudesse aprender informática, uma vez que em uma escola de informática há a necessidade de se freqüentar as aulas com pessoas de idades diferentes e, portanto, com dificuldades diferentes. No nosso caso, o grupo era bem homogêneo, o que facilitou o aprendizado", explica Marlene.
Ela também conta que tinha medo do computador, de quebrá-lo, mas agora já tem uma certa segurança. "Os professores explicaram tudo direitinho e nos passaram muito entusiasmo enquanto dividiam seus conhecimentos" comenta.
   
Neusa Grillo - disse que sempre procurou coisas novas e que o  curso foi uma grande novidade. "Tenho computador em casa, mas não sabia que ele fosse preencher o meu tempo", comenta.
   
"O curso foi ótimo e a equipe é muito boa! Precisamos saber lidar com as novas tecnologias, senão paramos no tempo", comentou Jocelyn de Souza Mello, 81 anos.
   
Darci Mendes, 63 anos - conta que, há 30 anos, tem o sonho de escrever um livro, mas que a maquina de escrever não é muito prática "Se erramos no final da página, temos que jogar tudo fora. Com o computador é bem melhor, agora fica bem mais fácil tanto para escrever quanto para pesquisar na Internet. A idéia deste curso foi simplesmente genial", ressaltou.
   
Maria Aparecida - deu o seguinte depoimento:
"A idade do saber é uma forma muito simpática de nomear as pessoas que já chegaram na idade do ignorar: ignorar a idade, ignorar o peso, ignorar as rugas, ignorar os 300 remédios a tomar, ignorar que ficamos chatinhos. Só não podemos ignorar a dedicação de vocês da UNESP que se lembraram de nós e nos deram a oportunidade de deixar de ser ignorantes em Informática."
   
Marlene -  "Se estou aqui é fruto de um trabalho de equipe com muita garra e paciência!! Quero agradecer principalmente as duas mestras em especial, como a equipe toda, é um incentivo a nós que já tivemos várias experiências boas  e outras não tão boas assim , mas que serviu para somar no nosso conhecimento. É uma pena que já esteja acabando nossa convivência, mas o carinho e dedicação que nos foi dedicado será eterno em nossas lembranças. Por isso só tenho que dizer: Obrigada!!!"
   
Edith  - "Hoje sinto-me atualizada, posso entender as conversas mesmo em família sobre informática. Embora eu relutasse em aprender, sentia-me frustada, pois era superada por qualquer criança e até qualquer caixa de supermercado".
   
José Batista - "O curso teve uma contribuição muito grande em minha vida principalmente porque me ajudou muito numa fase de depressão e, além disso, me serviu como estímulo e agora já estou dominando as dificuldades que eu tinha".
   
Geraldo - "Este curso mostrou-me que apesar dos meus 78 anos de idade, ainda me sobra um pouquinho de percepção e paciência. Em um curso como esse, e com a equipe de professores, orientadores e auxiliares, não pode haver pontos negativos. Parabéns a equipe!! Meu muito obrigado!!! Vou sentir saudades!".
   
Vera - "Navegar é preciso! Adorei abrir as janelas do mundo!  Compreender, estar ligado, ver o mundo além da minha cidade, participar e compartilhar...essa é a contribuição maior do curso para minha vida".
   
Sérgio - "O curso ampliou meu pequeno conhecimento sobre computação e possibilitou-me a integração mais definitiva com a realidade atual."
   
Eliana - "O curso melhorou minha auto-estima, não sou mais analfabeta em computação. Quando vejo alguém usando o computador, já dá para ter idéia do que está fazendo."
   
Rosa - "A melhor palavra que achei foi "libertador". Ligar um computador e desligar sem auxílio de ninguém, para mim foi uma vitória, o restante foi mais do que eu esperava fazer. Ainda bem que tem pessoas que entendem nossas dificuldades. O melhor de tudo é que nossas dificuldades são respeitadas e aí nós conseguímos superá-las com humor!"
   
 
 
 



Funcionamento do Curso

  Instituto de Química - UNESP
Rua Prof. Francisco Degni, s/nº - Quitandinha
Araraquara - SP
CEP. 14800-060

 

Maiores Informações:  Lena Bizelli

                                     tel (16) 3301-9876
                                            e-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

  

                                        SAEPE
                                  tel (16) 3301-9723

  

Coordenação
 
Profa. Dra. Maria Helena S. S. Bizelli

  

Colaboradores
Profa. Dra. Julia S. Tanaka
Profa. Dra. Sidinéia Barrozo

 

 

 

 


 
 
Portal Terceira Melhor Idade ®
© Todos os direitos reservados - 2006/2014
Desenvolvimento, Webdesign e Sistemas: Lena Bizelli